CLÍNICA MÉDICA DE IMPLANTOLOGIA

TABACO E SAÚDE ORAL

4 Dezembro, 2018

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DO CONSUMO DO TABACO?

O tabaco é constituído por mais de 4000 substâncias, algumas com efeitos TÓXICOS e IRRITANTES, outras com efeito CANCERÍGENO e de DEPENDÊNCIA. O consumo de tabaco é uma das principais causas de morte e doença evitável. E quase um quarto dos portugueses fuma… As consequências orais do consumo tabágico vão desde a simples halitose e pigmentação, até doenças mais graves como o cancro oral.

QUE DOENÇAS ORAIS PODE ORIGINAR O TABACO?

O consumo de tabaco é o principal fator de risco para o desenvolvimento do cancro oral. A associação do tabaco a outras lesões orais que afetam os tecidos moles e os tecidos duros, como são exemplo:

– as lesões potencialmente malignas (leucoplasia, eritroplasia);
– a queratose tabágica;
– a estomatite nicotínica e
– a periodontite, está bem estabelecida. Assim como a perda dentária e o insucesso com os implantes dentários.

Outras manifestações orais que resultam da exposição continuada aos constituintes do tabaco incluem:

– as cáries dentárias (cervicais);
– a melanose do fumador na gengiva e mucosa jugal (bochecha);
– a pigmentação dos dentes;
– a língua pilosa;
– a aftose e
– a halitose.