CLÍNICA MÉDICA DE IMPLANTOLOGIA

PERIODONTOLOGIA

4 Dezembro, 2018

As doenças periodontais dividem-se em dois grandes grupos:
– as gengivites, em que há uma inflamação superficial da gengiva, sendo facilmente tratadas, com recuperação total dos tecidos, e
– as periodontites, em que há uma destruição das estruturas mais profundas, com reabsorção do osso, e se não tratadas, podem levar à perda do dente. Geralmente não causam dores, mesmo nos casos mais avançados.

CAUSA:

A causa mais frequente das doenças periodontais são bactérias. Na boca existem mais de 300 tipos diferentes e muitas delas são potencialmente lesivas para a gengiva, sendo que se acumulam na superfície dos dentes e no sulco gengival, constituindo a placa bacteriana. Quando crescem em número ultrapassando um certo nível, produzem as doenças periodontais.

SINTOMAS:

– sangramento espontâneo ou durante a escovagem;
– aparecimento de pus na gengiva;
– mau sabor ou mau hálito;
– gengiva muito vermelha;
– retração da gengiva;
– alteração da posição dos dentes e
– mobilidade dentária.

TRATAMENTO:

O tratamento tem por objetivo a eliminação das bactérias responsáveis e o controlo dos fatores que aumentam a suscetibilidade às doenças periodontais, como o tabaco e algumas doenças sistémicas.
– Nas gengivites, é suficiente uma melhoria da higiene oral e um tratamento de profilaxia, rápido e fácil.
– Nas periodontites, em primeiro lugar, realiza-se um estudo periodontal clínico e radiológico para avaliar a situação. Seguidamente, efetua-se a fase básica do tratamento para remoção da placa bacteriana da bolsa periodontal. Em bolsas profundas é necessário fazer, uma pequena cirurgia periodontal corretiva. Após a doença estar controlada, inicia-se a fase de tratamento de manutenção.